26/4/17
 
 
Ronaldo (e companhia) à procura de voos maiores

Ronaldo (e companhia) à procura de voos maiores

Laura Ramires 17/03/2017 08:46

A onze dias da inauguração do aeroporto Cristiano Ronaldo, os merengues deslocam-se ao reduto do Athletic Bilbao para lutar pela liderança isolada da Liga. Mas há factos, importantes, a ter em conta

O Real Madrid vai este sábado até ao estádio de San Mamés lutar pela liderança isolada da liga espanhola. Com mais dois pontos que o Barcelona, e apesar de ainda usufruir de um jogo de atraso em relação ao rival direto, a deslocação dos merengues ao reduto do Athletic de Bilbao pode não ser tarefa assim tão simples: esta época, nos 20 jogos disputados em casa (entre todas as competições), o conjunto orientado pelo espanhol Ernesto Valverde perdeu apenas um.

Sim, adivinhou, contra o Barcelona (na segunda jornada do campeonato, por 1-0). Atualmente na 7.ª posição da tabela, com 44 pontos, o Bilbao pretende, certamente, continuar na disputa por um lugar que dê acesso à Liga Europa, morada que ainda pertence à Real Sociedad (com acesso à 3.ª pré-eliminatória, no 6.º lugar) e ao Vilarreal, com carimbo garantido para entrar na competição europeia caso continue no 5.º lugar, que neste momento ocupa.

Passado recente com memórias felizes As deslocações do Real Madrid a casa do Bilbao nem sempre deram motivos para sorrir. Principalmente na entrada do novo milénio, em que o atual clube de Cristiano Ronaldo já esteve seis anos sem conseguir arrecadar um triunfo no campo do adversário: dois empates (1999/2000 e 2002/2003) e cinco derrotas (1-0 em 2000/2001, 2-1, por duas vezes, uma a contar para a Taça do Rei em 2001/2002, 4-2 em 2003/2004 e 2-1, em 2004/2005).

Mas na última década a situação inverteu-se e o Real apenas tropeçou por três vezes no relvado do Bilbao, saindo derrotado pela margem mínima em 2009/2010 e com um empate (1-1) em 2013 e 2014. O desaire mais recente, por novo 1-0, corresponde à temporada 2014/2015. Depois de Ronaldo ter atingido novo recorde no Bernabéu ao serviço dos merengues (210 golos) e a onze dias de ver a ilha onde nasceu passar a ter um aeroporto com o seu nome, lá vai o internacional português para mais uma prova de fogo. E, se for preciso, Sérgio Ramos estará no sítio certo para dar uma ajuda.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×