26/4/17
 
 
CGD. Estado já formalizou autorização para aumento do capital

CGD. Estado já formalizou autorização para aumento do capital

Sónia Peres Pinto 20/03/2017 13:06

Emissão de dívida perpétua também já arrancou.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) já anunciou que o Estado formalizou a autorização para o aumento do capital social do banco no montante de 2,5 mil milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a instituição informa que, “por deliberação social unânime por escrito de 17 de março de 2017, o acionista único da CGD (Estado Português) decidiu proceder ao aumento do capital social da CGD no montante de 2.500.000.000 euros, mediante a emissão de 500.000.000 novas ações ordinárias de valor nominal de 5,00 cada euros".

Este aumento de capital será subscrito e realizado pelo referido acionista no dia da liquidação da emissão das obrigações subordinadas ‘additional tier 1’ no montante de 500 mil euros.

Emissão de dívida perpétua arranca

Começou, esta segunda-feira, a ser promovida a emissão de dívida perpétua enquadrada na recapitalização do banco público.

Trata-se de 500 milhões de euros em dívida subordinada a serem emitidos a partir do Luxemburgo e os investidores institucionais vão ser sensibilizados a investir com apresentações em Londres e em Paris. A Fitch atribuiu a estes títulos um "rating" três níveis abaixo do do banco, no sexto nível de "lixo".

Esta emissão faz parte da segunda fase do plano de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, acordado entre o Estado Português e a Comissão Europeia.

A emissão não se destina ao público em geral, apenas a investidores institucionais profissionais (privados), nomeadamente fundos de investimento, hedge funds, fundos de pensões e seguradoras, identificados como tal pelos bancos de investimento que irão assistir a Caixa no processo de colocação de dívida.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×