25/6/17
 
 
Região Centro. Agências de viagens passam à Europa mensagem de segurança

Região Centro. Agências de viagens passam à Europa mensagem de segurança

Sónia Peres Pinto 19/06/2017 13:27

O centro de Portugal foi a região de turismo que mais cresceu em abril, revelam os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), apelou esta segunda-feira às suas congéneres europeias que difundam a todas as agências de viagens e operadores turísticos, e através destes aos seus clientes, o facto de Portugal, designadamente os destinos da Região Centro de Portugal, "se manterem totalmente operacionais e seguros, apesar dos trágicos incêndios deste fim de semana".

"Apesar de, até ao momento, não termos qualquer registo de cancelamentos, decidimos de imediato tomar esta iniciativa, para tranquilizar os nossos colegas europeus, e desta maneira ajudarmos naquilo que está ao nosso alcance", afirmou o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

Recordamos que de 31 de maio passado a 2 de junho, foi precisamente na região do Centro de Portugal, em Coimbra, que teve lugar uma reunião da ECTAA que juntou os líderes da distribuição turística Europeia.

Maior subida

O centro de Portugal foi a região de turismo que mais cresceu em abril, revelam os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Neste mês foram registadas mais de 494 mil dormidas, contra as 360 mil registadas em igual período do ano passado, o que representa um aumento de mais de 37%.

Para o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, este aumento deve-se ao acréscimo da qualidade e das escolhas que estão disponíveis e isso faz com que, no seu entender, a região tenha merecido a visita de cada vez mais pessoas, de dentro e de fora do país. “Está a trabalhar-se muito e bem no desenvolvimento do turismo no centro de Portugal. Os profissionais do setor estão a aumentar, de forma significativa e evidente, a qualidade da oferta, não apenas ao nível dos estabelecimentos hoteleiros e da restauração, mas também na diversidade de produtos e experiências que disponibilizam a quem nos visita”, admitiu o responsável na altura em que foram divulgados os dados do INE.

 A verdade é que esta região não tem atraído apenas turistas nacionais e essa realidade é visível nos dados do organismo: as dormidas de cidadãos estrangeiros registaram um aumento recorde de 51,4%, passando de 160 398 para 242 914, o que, na opinião dos responsáveis da Turismo Centro, “denota o interesse cada vez maior que a região suscita fora do país”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×